Homenagem a PY2DHG (Paulo Arruda Botelho)

Certa vez quando criança frequentando a casa de meu tio Paulo (PU2MIZ), sempre fascinado pelos seus equipamentos de radio amador, ouvia uma voz grave de um timbre impressionante, que sempre repetia a seguinte frase (PY2 Kilo Alfa Mike – Repetidora Chapéu de Palha – Subton 82.5 – Casa do Radioamador de Amparo), apesar do pouco conhecimento na época nem sabia direito como funcionava uma estação repetidora e cheguei a pensar, ora bolas porquê este sujeito insiste em repetir essa frase a todo momento.

O tempo foi passando até que decidi comprar um rádio HT, devido ter passado por um período muito delicado, estado grave de saúde, fiquei com medo que o fim pudesse chegar, e não experimentaria o gostinho de ser radio amador. Graças a Deus essa fase passou e superei em partes este meu problema.

Com o equipamento em mãos e com ajuda dos amigos comecei a entender que aquilo era a identificação (gravação) do repetidor que se repetia no intervalo de 10 minutos.

Descobri também que aquela voz se disseminava em vários repetidores da “Casa do Radioamador de Amparo”, (53.910 Chapéu de Pano) – (145.470 Extinta Beira-Rio) – (146.910 Chapéu de Palha) – (439.900 – Chapéu de Couro).

Como sempre estava corujando, esses repetidores e acabei me acostumando com as respectivas identificações e da voz grave.

Curioso para saber quem teria a aquela voz aveludada de locutor, perguntei ao Marcio Gordo (PU2MAB), se as identificações eram jingles gravados em estúdio, e ele me disse que era um radio amador da cidade de Amparo – SP o responsável por gravá-las.

Ouvi alguns QSO’s de Paulo PY2DHG, na extinta 145.470 Beira Rio, porém até o exato momento nunca tinha conversado com o mesmo, e me recordo que também não o contestei pois não era licenciado na ocasião.

Sempre digo como o “Mundo é Pequeno”. Certo dia estava implantando um sistema de PDV em um cliente de Pet Shop em Amparo – SP, quando ouço uma voz familiar (impressionante é a velocidade de assimilação de nosso cérebro), um senhor falando ao telefone provavelmente estava fazendo algumas ligações para oferecer serviços do estabelecimento em questão.

Cuidadosamente, bateu a curiosidade e ao mesmo tempo meio sem jeito de perguntar, vai que não é a pessoa que estava pensando que era. Mesmo assim decidi arriscar, falando assim. “O senhor é o Paulo PY2DHG ?”. Me lembro de como ele olhou meio espantado e disse “Sou sim e você é quem ?”, conversa vai e vem me apresentei para ele.

Nosso curto ciclo de amizade começou ali, ficamos um tempo conversando ele sempre muito educado e atencioso me contou algumas histórias sobre as repetidoras, alguns contatos que ele fez em HF, aliás papo não falta entre 2 pessoas que compartilham o mesmo hobby.

Me lembro que encontrei ele por 2 vezes após a primeira vez, e ele me explicou diversos elementos que compõe as condições de propagação de HF, dentre outras coisas mais.

Também tivemos um breve QSO na repetidora Beira Rio em uma noite que estava corujando, não quis prolongar o QSO para não ficar deselegante de minha parte por não ser licenciado.

Resumindo, por ser um “estranho desconhecido”, fui muito bem tratado pelo Paulo, uma pessoa ímpar, paciente, radio amador dedicado e amigo, após esses fatos não retornei mais ao Pet Shop e não tive mais contato com ele, a última vez em que ouvi o Paulo, eu estava em Ipuiuna – MG, fazendo teste em um equipamento de SDR, como sempre sua estação de HF em 40 metros apresentava o mesmo áudio aveludado do VHF.

Quando chegou a notícia de sua partida, senti que o radioamadorismo não só perdeu um adepto, mais também perdeu um sábio gênio, quem nunca ouvi seus jargões no HF (Carcule, Paulo do Amparo), sempre que ele entrava em uma rodada colocava nela um certo brilho e descontração. Ao meu ponto de vista, Paulo era uma pessoa de bom coração sem malícia ou inimigos, tratava todos os amigos radioamadores de uma forma especial.

Fiquei muito feliz quando visualizei no Facebook de seu filho “Paulo Luciano de Arruda Botelho”, que o mesmo ativou a estação DHG, gesto lindo que espero que um dia meu filho, se for radioamador possa fazer o mesmo. (Acredito muito na tese, que heranças de gerações nunca podem perder suas raízes e devem ser passadas de pai para filho).

Para recordar vasculhando meus arquivos encontrei este vídeo, para os colegas que nunca viram o Paulo PY2DHG, terão a oportunidade de vê-lo pronunciando a famosa identificação da 146.910 – Chapéu de Palha.


Paulo PY2DHG – A  voz  de uma das repetidoras mais famosas do estado de São Paulo.

Para recordar e para quem desconhece a identificação da 146.910 Chapéu de Palha, ouça abaixo:

Paulão, sabemos que você está em outro plano de frequências e nós radioamadores não podemos acessá-lo, descanse em paz, nós agradecemos os esforços seus em prol de nosso hobby favorito.

PY2DHG - Paulão do AmparoPY2DHG – Em sua estação no ano de 2006

Anúncios

11 comentários sobre “Homenagem a PY2DHG (Paulo Arruda Botelho)

  1. voc ê esta certo, perdemos um amigo muito querido, com todas as qualidades que você muito bem escreveu, mas devemos agradecer a deus, por termos tido o prazer de tê-lo como amigo, e o importante que se foi com a maior coragem e dignidade, obrigada e já o considero meu amigo também, obrigada

  2. Muito obrigado pelo post, eu sou neto mais velho do Paulo, fiquei muito feliz em ouvir novamente essas gravações, lembro delas desde criança, meu avó era um grande fã de tecnologia e sempre fazia questão de participar dos meios sociais além do rádio como também na web. Sou muito feliz e grato por tudo que ele me ensinou e ajudou, ele foi uma grande pessoa, nos faz muita falta, mas está sem dúvida na Glória do Pai.
    Um abraço
    Junior

  3. Vinicius, muito bacana a sua homenagem ao paulo py2dhg, nosso eterno amigo de todas as horas prestativo, recordo o último contato com ele no Ginásio de Esportes do Santa Sofia quando do juramento a bandeira do meu filho e de seu neto, batemos um longo papo uma pessoa de uma humildade e de grande conhecimento nesta área. um forte abraço.

  4. com certeza tive a honra de falar com ele ou até mesmo só escutando no 40 metros e muitas das vezes escutando sua identificação marcante mais um amigo que se vai , mas temos certeza que está num lugar melhor que o nosso está de la de cima olhando por nois e nos orientando com toda sabedoria grande PY2 DHG 73 Canabra Pu2xpx Estiva Gerbi São Paulo.

  5. Hoje deu saudades do meu amigo Paulo – Baita vozeirão que a rede tremia e o Motorola agradecia – em meados dos anos 80 fui consertar o Motorola P3 e conheci o Paulo – Esse menino me escutava pela frequência e falava: meu amigo de Itapetininga. Eta Paulo – Deus o tenha meu amigo, pois, vc merece pelo que passamos na luta por 30 anos, né amigão. A vida é 1 livro que depois de lido, fechamos. PY2SPM.

    • Imagine eu que trabalhei com o Paulo – lembro que certa vez o Paulo me chamou em Amparo para consertar o velho Motorola Plll, pois eu era o técnico da região. Cheguei e o Paulo havia feito o cafezinho – ele sabia que eu gostava, pq na época eu era fumante. Sei que a gente conversava tanto e até que 1 dia descobrimos por acaso que éramos Radioamadores. Dai, eu e Paulo trocava os QSO via repetidora 2 metros.
      Paulo Botelho foi 1 mestre nas comunicações com aquele baita vozerão, fazia o velho Patrulheiro Motorola tremer.
      Deus o conserve sempre – saudades do velho amigo.
      Ah! Paulo gritava – chegou meu amigo Sgt Laurella – Ele era cabo na época e gostava muito de mim.
      PY2 SPM – Laurella – Itapetininga/SP

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s