Automatização e Monitoramento com Arduino Parte 7 – IDE de desenvolvimento

Olá pessoal, dando continuidade em nossa série de post’s sobre automatização de baixo custo utilizando Arduino.

Neste post estaremos abordando uma prévia da IDE de desenvolvimento do ARDUINO.

O que é a IDE de desenvolvimento do Arduino ?

A sigla IDE vem do inglês (Integrated Development Environment), ou o mesmo que (Ambiente Integrado de Desenvolvimento), trocando em miúdos é um software (programa de computador) que reúne uma série de ferramentas com finalidade de facilitar e agilizar o desenvolvimento de softwares.

Basicamente uma IDE é composta por:

  • Editor de código-fonte – (editor do qual podem ser inseridas e editadas instruções de seu projeto, conforme a linguagem de programação suportada pela IDE, no caso do Arduino uma variante do C/C++).
  • Compilador – (Processo responsável por transformar o código-fonte escrito por humanos em linguagem de máquina).
  • Debugger – (Ferramenta responsável por facilitar a localização de bugs (falhas), softwares sem “bugs” são mais seguros e possuem melhor qualidade).
  • Modeling – (Permite desenvolver baseado em modelos de classes, objetos e interfaces, agilizando o desenvolvimento e solucionando as necessidades de forma mais ágil e dinâmica).
  • Refactor – (Prove ao desenvolvedor da IDE, uma série de recursos para otimização de códigos e melhorias de performance. Pode ser utilizada como uma poderosa ferramenta para apontar indicações de falhas (bugs)).

O ARDUINO possui uma IDE de desenvolvimento escrita pela liguagem JAVA, da qual utilizaremos para escrever nosso software de automação. (“Sem um software gravado em sua memória flash, o ARDUINO é um peso de papel, sem nenhuma utilidade”).

Será necessário realizar o download da IDE do ARDUINO, clicando aqui, recomendo que baixem a versão para Windows, através da opção Windows (Zip File), logo após a conclusão do download, extraia em um local de sua preferência e execute o arquivo arduino.exe para abrir a IDE, (não se faz necessário nenhuma instalação, a IDE poderá ser executada a partir do diretório que foi extraída).

Visão Geral da IDE do Arduino

IDE Arduino Resumo

Segue abaixo um breve resumo das funções e ferramentas da IDE do ARDUINO, seguindo a orientação numérica da imagem acima.

Obs.: Quando falarmos sobre sketch, estamos nos referenciando ao arquivo de código-fonte, na IDE do ARDUINO, em outras IDE’s é comum encontrar nomes como unit, unit source.

  1. Barra de Menus (Composta por 5 opções, dentre elas é possível carregar exemplos, salvar projetos, localizar trechos de código-fonte, verificar e compilar, monitorar, configurar porta em que o ARDUINO está conectada e obter ajuda)
  2. Botão Verificar (Verifica se há algum erro de digitação em seu código-fonte, códigos incorretos, sintaxes não finalizadas geram exceções que são informadas no item 11).
  3. Botão Upload (Ativa o verificador logo após compilador, transformando seu código-fonte em linguagem de máquina, concluído o processo de compilação seu software será carregado para memória flash do Arduino que iniciará sua execução).
  4. Botão New (Cria um novo sketch “(novo arquivo de código-fonte, ou novo projeto)).
  5. Botão Open (Abre um sketch existente em seu computador).
  6. Botão Save (Salva as alterações de edição realizadas em um sketch existente).
  7. Botão Abas (Controla o abertura, fechamento e organização de abas para vários sketch’s abertos na mesma tela).
  8. Botão Serial Monitor (Responsável por monitorar informações de seu programa, o ARDUINO poderá escrever diretamente na porta serial, sendo possível recuperar essas informações em outras IDE’s e interfaces, podendo assim armazenar dados, também pode ser utilizado com auxílio de depuração para correção de erros).
  9. Editor de código-fonte (Campo de texto do qual deve ser inserido as linhas de comando, responsável pelo software que está sendo desenvolvido).
  10. Informações e Status (Caixa responsável por exibir, erros de digitação, compilação, alertas e conclusões de tarefas bem sucedidas).

Funções iniciais do Arduino

O ARDUINO é composto por 2 funções básicas, que resumem todo o processo de funcionamento do dispositivo. São elas:

setup – (As instruções contidas nessa função serão executadas apenas quando o Arduino é iniciado, após executada uma vez não será executa até o reinicio do dispositivo).

loop – (As instruções contidas nessa função são repetidas infinitamente pelo Arduino, após executado o ultimo bloco de código ele retornará ao primeiro novamente. “Conhecido como loop infinito”).

Teoria e Prática

Como todos sabemos a prática é muito mais atraente que a teoria, mais recomendo a todos que tenham paciência com a parte teórica, pois será de grande valia. Vejam abaixo o vídeo do projeto completo (para quem ainda não viu), estudando a teoria, cheguei neste propósito mais facilmente.

Bom pessoal por hoje é só, o próximo post será sobre comandos básicos de programação para Arduino.

Abraços a todos

Anúncios

2 comentários sobre “Automatização e Monitoramento com Arduino Parte 7 – IDE de desenvolvimento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s