Estação terrena de satélites desativada da Embratel – (Morungaba / SP)

Olá amigos, a muito tempo não efetuo posts no blog, devido aos contratempos do dia a dia.

Gostaria de deixar claro a todos amigos e seguidores que não abandonei este canal.

Neste post, quero compartilhar com vocês um pouco da história e algumas imagens que fiz, neste local magnífico, um prato cheio aos aficionados por telecomunicações.

“A primeira vista me pareceu estar num cenário de um filme de ficção científica.”

Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. (Embratel)

Certamente foi uma das principais empresas a prover sistemas de telecomunicações no Brasil, fundada inicialmente em 1965 com sua sede no Rio de Janeiro.
Promoveu um grande salto tecnológico nas décadas de 70 / 80, interligando todo país interior e exterior.
No ano de 1998, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso decidiu privatiza-lá, (“como tudo que gera receita nesse país”), em 29/07/1998 foi adquirida pela norte americana MCI WorldCom.
Em meados de 2003 a MCI WorldCom abre falência, e a Embratel passa a ser dirigida pela mexicana Telmex, novamente em 2006 a norte-americana Verizon Communications, assume as operações, e as encerra em Novembro de 2011, logo após é assumida pela mexicana América Móvil.

Atualmente é responsável, por transmissões de sistemas de telefonia DDD e DDI, radiodifusão, TV por assinatura e Internet Fibra Ótica, Microondas e via satélite.

Estação Morungaba / SP

Fundada em 1986, entre as montanhas da pequena cidade do interior paulista, local ideal, protegido de interferências eletromagnéticas, nascia a estação da Embratel.

Anteriormente toda saída e entrada de dados eram feitos pela primeira estação da Embratel, com sede em Tanguá – RJ.

São Paulo como principal gerador de tráfego internacional do país, necessitava de um teleporto mais próximo, logo após sua fundação a estação ficou responsável por aproximadamente 40% do tráfego de todo país.

Por muitos anos a estação da Embratel, foi o orgulho para os moradores da pequena Morungaba.
Em 1998 Dezembro de 2003, encerrou suas atividades, pois cabos de fibra-óptica submarina, se tornavam populares, e aos poucos foram se tornando, alternativas mais rápidas e confiáveis para transmissão de sinais em longas distâncias.
Em contra partida, os sistemas de satélites sofriam, altos custos operacionais e condições adversas de clima como, ruído solar da cintilação ionosférica sem contar o delay (atraso), gerado em uma transmissão via satélite, esses motivos e outros foram levados em conta para permanente desativação desta estação.

Em minha visita ao local, deparei-me com senhor que identificou-se como segurança, ele me disse que nem em sua guarita há energia elétrica, também não me informou se era contratado pela Embratel ou pertencia a uma empresa de segurança terceirizada.
Somente disse, que no local ainda estão preservados alguns equipamentos, e que o local foi alvo de assaltos e vandalismo.
E logicamente me informou que a entrada é estritamente proibida, tive que observar somente pelo lado de fora. 😦

Atualmente a estação foi relembrada em uma matéria realizada pela EPTV Campinas, relatando a história e os feitos que este gigante, hoje adormecido prestou ao progresso e a nossa sociedade, reportagem no vídeo abaixo.

A estação é composta de 4 antenas, sendo 2 de aproximadamente 30 metros de diâmetro, e 2 de aproximadamente 10 metros, como não encontrei mais informações sobre as antenas decidi fazer uma medição utilizando a ferramenta de régua do Google Earth, nas imagens abaixo é possível constatar o tamanho das antenas.

Medição Google Earth Antenas EmbratelMedição das maiores antenas do complexo (Aproximadamente 30 metros)

Medição Google Earth Antenas EmbratelMedição das menores antenas do complexo (Aproximadamente 10 metros)

Localização
O local é de fácil acesso, estrada pavimentada, porém não é um local de vasto movimento, recomendo visitação somente durante o dia, evite visitas nos finais de tarde ao anoitecer, ouvi alguns relatos de assalto pelas redondezas  do local. Segue abaixo o mapa do local, que poderá ser utilizado para prever sua chegada.

Fotos
Eu com minha esposa, super companheira que me apoia em todas minhas loucuras e experimentos, fizemos algumas fotos utilizando celular, porém as imagens não possuem boa resolução, mais vocês poderão ter uma ideia do local.

Vídeo
Aproveitando as duas visitas que fiz até o local registrei algumas imagens, para mantê-las em arquivo particular, porém disponibilizei este compacto abaixo, contendo trechos das imagens capturadas.

 

Considerações Finais

Fico imaginando, quanto capital foi investido na construção deste teleporto.
Que hoje encontra-se jogado as traças, o prédio poderia alocar uma instituição de pesquisas científicas, pense todo esse aparato nas mãos de nós radioamadores, o quanto proveitoso seria.

Também poderiam trabalhar como estação backup, pois atualmente em Tanguá – RJ a estação via satélite ainda está em funcionamento, a Embratel pertence a Carlos Slim (“um dos homens mais ricos do mundo”) .

Será que ele teria ciência que possui uma infra-estrutura com equipamentos caríssimos abandonados e se deteriorando ???

Bom pessoal, espero que gostem.

Fontes: EPTV Campinas
               Wikipédia

Anúncios

19 comentários sobre “Estação terrena de satélites desativada da Embratel – (Morungaba / SP)

  1. Realmente uma pena. Participei desta história. Seria muito bom utilizar uma das antenas de 32 metros para EME. Soube que estão sem os motores de azimute e elevação e sem toda a parte eletrônica.

    Artur PY2FFG

    • Artur Chamis, o Sr. trabalhava na engenharia da SU – Região Sul em São Paulo.
      É uma pena que tenha sido desativada, poderia ter sido ‘doada’; mas os dirigentes da empresa seguem o mercado, se não sá lucro desative e assim para a sangria de recursos…

      Gabriel

  2. Obrigado por compartilhar a história Embratel conosco. Fiz alguns cursos satélite na estação de Guaratiba quando estavam implantando dados por satélite.

  3. Quanto estações de Morungaba nunca tive oportunidade de conhecer. Mas através das imagens deu para ter uma ideia como era. Obrigado

  4. Paulo, parabéns pela sua iniciativa em preservar a memória de uma parte muito importante do patrimônio da maior empresa de Telecomunicações que este país já teve. Continue com suas “reportagens”; e que outros sigam o exemplo !
    Abraços a você e a todos os colegas embratelinos.

  5. Quirici e Paulo. Parabéns pela lembrança de Morungaba. Vou escrever um pouco sobre sua origem. Por determinação do Romeu, participei em 1985 da aquisição do imóvel. O pessoal tecnico tinham duas opcões. Implantar a estação no litoral sul proximo a Monganguá ou Morungaba. Partcipei diretamente na compra do imóvel, o qual tinha uma grande plantação de eucalipitos que foi comprada com o imóvel e foi mantida mesmo com a construção da Estação.O acesso foi construído pela Embratel, no qual teve a coordenação do Eng. Verdade. A mesma foi inaugurada pelo Presidente Sarney. COMO INICIATIVA DO LOCAL ATUAL SUGIRO QUE ATIVEMOS UM MOVIMENTO PARA USO PUBLICO PELA PREFEITURA DE MORUNGABA, assim como foi feito com a Estação do Morro São Bento em Santos. Assim preservamos o ambiente, a história de telecomunicações e o prédio que é otimo, seja utilizado pela população de MORUNGABA. Que acham dessa sugestão. ROBERTO SANTIAGO

    • se fosse aqui no rio de janeiro ja tinha desaparecido completamente, pois aqui o pessoal faz mágica de em um estalar de dedos ela some e aparece em um centro de reciclagem carregada nas costas por viciados em drogas, se bem que a essa altura ja deve estar a caminho dessa cidade uma tropa de crakudos para fazer esse monte de sucata virar nota de real…..

  6. vinicios bom dia

    tenho sdr e não consigo instalar

    você poderia instalar no meu computador estou em são Paulo, ou indicar alguém aqui são Paulo centro

    grato

    Roberto Rabadan

  7. Olá Vinicius,

    Só uma correção para sua matéria, a Estação Terrena de Morungaba finalizou suas atividades em Dezembro de 2003. Eu fui o último Técnico da Embratel a deixá-la. As transmissões de Tv e dados nacionais foram transferidas para São Paulo e as transmissões internacionais para o Rio de Janeiro.

    Espero ter colaborado com seu blog.

    • Sou gaúcho e trabalhava na Equitel – Siemens quando fomos ativar dois canais de RF mais um proteção,,em um rádio digital 140 Mbits, 5Ghz para um entroncament/rota que iria substituir, temporariamente, o cabo submarino que ligava o Brasil à América do Norte
      que estava em manutenção.Isso foi em 1993 ou 1994, não tenho certeza.Uma estação estratégica, escondida numa depressão de terreno, entre morros, que a protegeriam de algum possível ataque.

  8. Quando empregado da Embratel realizei algumas visitas a esta Estação. Realmente um momento glorioso para o Setor de Telecomunicações Nacional. Douglas Guilherme Schmidt

  9. trabalhei la, em tangua tambem, sinto falta, mas acabou na ferrugem acompanhado do fator historia junto, esperdicio material e humano, forte abraco, luiz fernando toledo analista de sistemas …

  10. AMIGOS. GOSTEI MUITO DE OUVIR A HISTORIA DE MORUNGABA.
    TRABALHEI 22 ANOS NA EMBRATEL. SÓ NA ESTAÇÃO TERRENA DE TANGUA TRABALHEI 15 ANOS.

    ESTAVA PROCURANDO ALGUM TELEFONE DE TANGUA, E ENCONTREI A HISTORIA DE MORUNGABA.
    UM BOM DIA.
    E UM ABRAÇO PRA TODOS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s